"Examinai tudo. Retende o bem." (I Tessalonicenses 5 : 21).

OBRAS EM DESTAQUE

OBRA DO ESPIRITO SANTO (2.4)



No Princípio
• Ativo e presente na criação, pairando sobre condições desordenadas (Gn 1.2)

No Antigo Testamento
• A origem de habilidades sobrenaturais (Gn 41.38)
• O doador de talentos artísticos (Êx 31.2-5)
• A fonte de poder e força (Jz 3.9-10)
• A inspiração da profecia (1Sm 19.20,23)
• Mediador da mensagem de Deus (Mq 3.8)

Nas Profecias do Antigo Testamento
• A purificação do coração para uma vida santa (Ez 36.25-29)

Na Salvação
• Traz convicção (Jo 16.8-11)
• Regenera o crente (Tt 3.5)
• Santifica o crente (2Ts 2.13)
• Habita completamente no crente (Jo 14.17; Rm 8.9-11)

No Novo Testamento
• Comunica a verdade espiritual (Jo 14,26; 16.13; 1Co 2.13-15)
• Glorifica a Cristo (Jo 16.14)
• Reveste de poder para a proclamação do evangelho (At 1.8)
• Enche os crentes (At 2.4)
• Derrama o amor de Deus no coração (Rm 5.5)
• Permite que os crentes caminhem em santidade (Rm 8.1-8; Gl 5.16-25)
• Faz intercessões (Rm 8.26)
• Comunica dons para o ministério (1Co 12.4-11)
• Fortalece o ser interior (Ef 3.16)

Na Palavra Escrita
• Inspirou as Sagradas Escrituras (2Tm 3.16; 2Pe 1.21)


Trindade (as três Pessoas de Deus)


A Escritura comprova a doutrina da.
Is 11.2; 61.1; Mt 3.16-17; 28.19;Lc 3.22; Rm 8.9; ICo 12.3-6;2Co 1.21-22; 13.13; Ef 4.4-6;IPe 1.2; Jd 20-21; Ap 1.4-5.

Títulos divinos que se aplicam às três Pessoas da. Êx 20.2; Jo 20.28;At 5.3-4.

Cada integrante (Pessoa) da, descrito como
Autor de todas as operações espirituais. ICo 12.11; Cl 1.29;Hb 13.21.
Criador. Gn 1.1; Jó 26.13; 33.4;SI 148.5; Jo 1.3; Cl 1.16.
Eterno. Rm 16.26; Hb 9.14;Ap 22.13.
Fonte de vida eterna. Jo 10.28;Rm 6.23; Gl 6.8.
Inspirador dos profetas, etc.Mc 13.11; 2Co 13.3; Hb 1.1. 
Mestre. Is 48.17; 54.13; Lc 21.15;Jo 14.26; Gl 1.12; Do 2.20. 
Onipotente. Gn 17.1; Jr 32.17;Rm 15.19; Lc 1.35; Hb 1.3; Ap 1.8. 
Onipresente. SI 139.7; Jr 23.24;Ef 1.23.

Glória de Deus


É o propósito supremo da redenção. Ef 1.12.
Toda língua confessará que Jesus Cristo é Senhor, para a. Fp 2.11.
 Revelada em Cristo. Jo 1.14; 2Co 4.6; Hb 1.3.

Revelada em

Seu nome. Dt 28.58; Ne 9.5.
Sua majestade. Jó 37.22; SI 93.1;104.1; 145.5,12; Is 2.10.
Seu poder. Êx 15.1,6; Rm 6.4.
Suas obras. SI 19.1; 111.3.
Sua santidade. Êx 15.11.

Descrita como

Eterna. SI 104.31.
Grande. SI 138.5.
Magnífica e excelsa. SI 8.1; 113.4. Rica. Ef 3.16.

Revelada a
Moisés. Êx 34.5-7; 33.18-23; At 7.2. 
Estêvão. At 7.55.
Seu povo. Lv 9.23; Dt 5.24;SI 102.16.
Ilumina a igreja. Ap 21.11,23.
Os fiéis desejam contemplar a.SI 63.2; 90.16.
É guardada por ele. Is 42.8.
Os fiéis devem Reverenciá-la. Is 59.19.
Suplicar por ela em oração.SI 79.9.
Declará-la. lCr 16.24; SI 93.6;145.5,11.
Exaltá-la. SI 57.5.
A terra está cheia dela. Is 6.3.
O conhecimento dela encherá a terra. Hc 2.14.

Nomes que expressam a Sua natureza divina-ESPIRITO SANTO



A Bíblia atribui nomes e títulos ao Espírito Santo que comprovam a Sua divindade. Mencionamos aqui alguns deles:

Consolador ou Paráclito — Ele nos orienta e consola (Jo 14.16);

Deus — Os apóstolos não tinham dúvidas de que Ele era uma pessoa divina (At 5.3,4);

Espírito de Jesus — Título que talvez remeta ao fato de Jesus tê-lo enviado (At 16.7;cf.Jo 16.7);

Espírito da glória — Ele nos capacita a glorificar a Deus no sofrimento (1 Pe 4.14);

Espírito de Deus — Comprovação de Sua divindade (1 Jo 4.2);

Espírito da graça — Ele pode conceder graça (Hb 10.29);

Espírito da verdade — Ele é fonte de verdade e também é a verdade (|o 14.17; 1 Jo 5.6);

Espírito de sabedoria e de revelação — Ao mesmo tempo em que nos concede sabedoria, Ele revela as verdades divinas (Ef1.17);

Espírito de santificação — Somos santificados por Ele (Rm 1.4);

Espírito de vida — Ele nos concede vida em Cristo Jesus (Rm8.2);

Espírito Santo -—A santidade é um atributo divino (Ef4.30);


Espírito Santo da promessa — Além de ser prometido a nós, Ele cumpre as promessas de Cristo (Ef 1.13).

A PERSONALIDADE DO ESPIRITO SANTO



Intelecto ( Rm 8:16-27 )
Sensibilidade (Ef 4.30) 
Vontade (1 Co 12.11)
Inspira as profecias (2 Pe 1.21)
Revela as verdades divinas (1 Co 2.10)
Convoca os obreiros para o Seu serviço At 13.2)
Comunica-se com a igreja local (Ap 2.7)
Testifica (Jo 15.26)
Intercede (Rm 8.26)
Guia (Jo 16.13) 
Ensina (Jo 14.26)

Em nosso relacionamento pessoal com Ele, podemos

Entristecê- -lo (Ef 4.30)
Tentá-lo (At 5.9)
Mentir para Ele (At 5.4)
Blasfemar contra o Seu nome (Mt 12.31,32)
Resistir a Ele (At 7.51) 
Insultá-lo Hb 10.29).




Fidelidade de Deus


Faz parte do seu caráter. Is 49.7;ICo 1.9; lTs 5.24.
Características Eterna. SI 119.90; 146.6.
Fundada. SI 89.2.
Grande. Lm 3.23.
Incomparável. SI 89.8.
Infalível. SI 89.33; 2Tm2.13.
Infinita. SI 36.5.
Deve ser pedida em oração.SI 143.1
Deve ser proclamada. SI 40.10; 89.1.

Atitudes dos Cristãos para com a Escrituras


Alegram-se nelas. SI 119.162; Jr 15.16. 
Amam-nas sobremaneira.SI 119.97,113,159,167.
Anseiam por elas. SI 119.82. Confiam nelas. SI 119.42. 
Considera-as doces. SI 119.103. 
Entristecem-se quando as pessoas desobedecem a elas. SI 119.158.
Esperam nelas. SI 119.74,81,147. 
Estima-as acima de todas as coisas. Jó 23.12.
Estimam-nas como uma luz.SI 119.105.
Falam delas. SI 119.172. 
Guardam-nas no coração. SI 119.11.
 Lembram-se delas. SI 119.16. 
Meditam nelas. SI 1.2; 119.99,148. 
Obedecem a elas. SI 119.67;Lc 8.21; Jo 17.6.
Pedem para que seus passos sejam firmados nelas. SI 119.133.
Pedem para ser ensinados a respeito delas.SI 119.12-13,33,66.
Rogam pelas promessas delas em oração. SI 119.25,28,41,76,169. 
Têm prazer nelas. SI 1.2. Temem-nas. SI 119.161; Is 66.2.

Os cristãos e as Escrituras



Os cristãos devem
Usá-las como padrão de ensino. IPe 4.11.
Crer nelas. Jo 2.22.
Valer-se delas.  ICo 1.31;  IPe  1.16. 
Lê-las.  Dt 17.19;  Is 34.16.
Lê-las em  público  para todos.Dt 31.11-13;  Ne 8.3; Jr 36.6;At  13.15.
Conhecê-las.  2Tm 3.15.
Recebê-las,  não como  palavra 
de homens,  mas como a  Palavra de Deus.  lTs 2.13.
Recebê-las com  mansidão.Tg  1.21.
Examiná-las . Jo 5.39;  7.52. 
Examiná-las diariamente. At 17.11. 
Tê-las no coração.  Dt 6.6; 11.18. 
Ensiná-las aos filhos.  Dt 6.7; 11.19; 2Tm 3.15.
Ensiná-las a todos. 2Cr  17.7-9;Ne 8.7-8.
Falar delas continuamente.  Dt 6.7. 
Não adulterá-las.  2Co 4.2.
Não apenas ouvi-las, mas também obedecer a elas.  Mt 7.24;Lc  11.28; Tg  1.22.
Usá-las para responder a  inimigos espirituais.  Mt 4.4,7,10;  Ef 6.11,17.

Propósitos das Escrituras



Seus  propósitos são 
Regenerar. Tg 1.18;  IPe 1.23. 
Vivificar. SI  119.50,93.
Esclarecer. SI  119.130.
Restaurar a  alma. SI 19.7.
Dar sabedoria aos símplices. SI  19.7. 
Santificar. Jo 17.17;  Ef 5.26. 
Produzir fé. Jo 20.31.
Produzir esperança.  SI  119.49;Rm  15.4.
Produzir obediência.  Dt  17.19-20. 
Limpar o coração. Jo  15.3; Ef 5.26. 
Purificar os caminhos. SI  119.9. 
Guardar dos caminhos destrutivos. SI  17.4.
Sustentar a vida.  Dt 8.3;  Mt 4.4. 
Promover crescimento na graça. IPe 2.2.
Edificar na fé. At 20.32.
Admoestar. SI 19.11;  ICo 10.11
Consolar. SI 119.82;  Rm  15.4. 
Alegrar o coração. SI 19.8; 119.111. 
Operam com eficácia  naqueles que creem.  lTs 2.13.
Sem o  Espírito a  letra das,  mata.Jo 6.63;  2Co 3.6.

ESCRITURAS



Descritas como
Puras. SI 12.6;  119.140;  Pv 30.5. 
Verdadeiras. SI 119.160; Jo  17.17. 
Perfeitas. SI  19.7.
Preciosas. SI  19.10.
Vivas e eficazes.  Hb 4.12

AS SAGRADAS ESCRITURAS




Chamadas de:
Escritura da verdade.  Dn  10.21. 
Espada  do Espírito.  Ef 6.17.
Lei do Senhor. SI  1.2;  Is 30.9.
Livro da  lei.  Ne 8.3; Gl 3.10.
Livro do Senhor.  Is 34.16.
Livro. SI 40.7; Ap 22.19.
Oráculos de Deus.  Rm 3.2;IPe 4.11.
Palavra da verdade. Tg  1.18. 
Palavra de Cristo. Cl 3.16.
Palavra de Deus.  Lc 11.28;Hb 4.12.
Palavra. Tg 1.21-23 
Sagradas  Escrituras. Rm  1.2. 
Sagradas  letras.  2Tm 3.15.

NOÉ




Era um homem muito justo. Só ele vivia de acordo com a vontade de Deus  Gn 6.9;  7.1 
Tinha três filhos Gn 6.10 
Construiu uma arca por ordem divina Gn 6.11-22 
Reuniu os animais na arca e entrou nela com sua família Gn 7.2-9 
0 dilúvio  Gn 7.10-8.17 
Noé e sua família saem da arca e oferecem holocausto a Deus  Gn 8.18-20 
Deus abençoa a Noé e aos seus filhos  Gn 9.1-7 
Deus faz uma aliança com Noé e com seus filhos  Gn 9.8-17 
Vida de Noé depois do dilúvio   Gn 9.20-28
Outras referências   Gn 10.1;  Mt 24.37-38;  Hb  11.7;1 Pe 3.20; 2Pe 2.5










AS DEZ PRAGAS



1. Sangue Êx 7.14-25
2. Rãs Êx 8.1-15
3. Piolhos Êx 8.16-19
4. Moscas Êx 8.20-32
5. Peste nos animais Êx 9.1-7
6. Úlceras Êx 9.8-12
7. Chuva de pedras Êx 9.13-35
8. Gafanhotos Êx 10.1-20
9. Trevas Êx 10.21-29
10.  Morte dos primogênitos Êx 11.1-10;  12.29-36

ORAÇÕES DA BÍBLIA



Abraão por Ismael Gn  17.18-21
Abraão por Sodoma Gn  18.20-32
Abraão por Abimeleque Gn 20.17
Ana por um filho 1Sm  1.10-17
Asa pela vitória 2Cr 14.11
Centurião por seu escravo Mt 8.5-13
Coríntíos por Paulo 2Co  1.9-11
Cornélio por entendimento At 10.1-33
Criminoso por salvação Lc 23.42-43
Cristãos por Pedro At 12.5-12
Daniel pelos judeus Dn 9.3-19
Daniel por conhecimento Dn 2.17-23
Davi por bênção 2Sm 7.18-29
Davi por ajuda 1Sm 23.10-13
Davi por direção 2Sm 2.1
Davi por justiça SI 9.13-20
Davi bendizer a Deus 1 Cr 29.10-20
Discípulos por fortaleza At 4.24-31
Exército pela vitória 2Cr 13.14
Elias por seca e por chuva Tg 5.17-18
Elias por ressurreição 1 Rs  17.20-23
Elias pela vitória 1 Rs  18.36-37
Eliseu por cegueira e por visão 2Rs 6.17-23
Esdras confissão de pecados Ed 9.5-15
Ezequias por libertação 2Rs  19.15-19
Ezequias por cura 2Rs 20.1-11
Ezequias louvor a Deus Is 38.10-20
Ezequiel por pureza Ez 4.12-15
Gideão por uma prova Jz 6.36-40
Habacuque por libertação Hc 3.1-19
Habacuque por justiça Hc  1.1-4
Igreja de louvor Ap 5.9-14
Isaque por filhos Gn 25.21
Israelitas por libertação Êx 2.23-25; 3.7-10
Jabez por prosperidade 1 Cr 4.10
Jacó por proteção Gn 32.9-12
Jeremias por Judá Jr 42.1-6
Jeremias por misericórdia Jr 14.7-10
Jeremias por entendimento Jr 32.16-25
Jesus Pai Nosso Mt 6.9-13
Jesus de louvor Mt 11.25-26
Jesus em gratidão; para que os outros creiam Jo  11.41-42
Jesus pela igreja Jo 17.1-26
Jesus por libertação Mt 26.39-44; 27.46
Jesus pelo perdão dos que o crucificavam Lc 23.34
Jesus em submissão Lc 23.46
Jesus de louvor Lc 10.21-22
Jeoacaz pela vitória 2Rs  13.1-5
Jó confissão e arrependimento Jó 42.1-6
Jonas por libertação Jn 2.1-10
Josafá por proteção 2Cr 20.5-12,27
Josué por ajuda e misericórdia Js 7.6-9
Judeus por segurança Ed 8.21,23
Leproso por cura Mt 8.2-3
Levitas louvor e confissão Ne 9.5-37
Manassés por libertação 2Cr 33.12-13
Manoá por direção Jz  13.8
Moisés pelo Faraó Êx 8.9-13
Moisés por água Êx 15.24-25
Moisés por Israel Nm  14.13-20
Moisés pelas tribos de Israel Dt 33.2-29
Moisés por Miriã Nm  12.11-14
Moisés pela Terra Prometida Dt 3.23-25
Moisés por um sucessor Nm 27.15-17
Neemias pelos judeus Ne 1.4-11
Paulo por saúde (pai de Públio) At 28.8
Paulo pelos efésios Ef 3.14-21
Paulo por graça 2Co  12.8-9
Paulo ação de graças Cl  1.9-14
Pedro pela ressurreição de Dorcas At 9.40
Publicano por misericórdia Lc  18.13
Povo de Judá por uma aliança 2Cr 15.12-15
Rebeca por entendimento Gn 25.22-23
Sacerdotes por bênção 2Cr 30.27
Salomão por sabedoria 1 Rs 3.6-14
Salomão pelo Templo 1 Rs 8.22-53
Samuel por Israel ISm 7.5-12
Sansão por água Jz 15.18-19
Sansão por força Jz 16.28-30
Servo de Abraão por direção Gn 24.12-52
Simeão _______________ação de graças_________________ Lc 2.28-32

ASPECTOS RELEVANTES NA VIDA DO APÓSTOLO PAULO




Nasce em Tarso. Filho de pais judeus da tribo de Benjamim. At 22.3; Fp 3.5
É criado em Jerusalém e estuda sob a direção de Gamaliel 
É cidadão romano At 16.37; 22.25-28
É fariseu, cumpridor da Lei A t 23.6; 26.5; Fp 3.5
Aprendeu o ofício de fazer tendas At 18.3*; 20.34;  ICo 4.12;  1Ts2,9
Persegue a igreja; aprova a morte de Estevão, cujas roupas guarda At 7.58; 8.1; 9.1-2; Gl  1.13-14;  1Tm  1.13
Encontra-se com Jesus ressuscitado At 9.1-19; Gl  1.15-16
Vai à Arábia, Damasco e Jerusalém; a Síria e a Cilicia Gl 1.17-21
Estabelece-se em Antioquia, onde prega e ensina At 11.25-26
Viaja a Jerusalém e regressa a Antioquia At 11.30;  12.25
Inicia sua atividade missionária At 13.1-3
Primeira viagem missionária A t 13.1— 14.28
Reunião em Jerusalém At 15.1-35
Segunda viagem missionária At 15.36— 18.22
Terceira viagem missionária At 18.23— 20.38
Feito prisioneiro em Jerusalém At 21.26-36
Dá seu testemunho perante o povo At 21.40— 22.21
Cai nas mãos do comandante At 22.22-29
Comparece perante o Sinédrio At 22.30— 23.10
Um sobrinho lhe salva a vida At 23.12-22
Enviado ao governador Félix, perante quem faz sua defesa, em Cesaréia At 23.23— 24.27
Defende-se perante Festo, o novo governador.  Pede que o imperador o julgue At 24.27— 25.12
Defende-se perante o rei Agripa At 26.1-32
Viaja para Roma e é preso ali A t 27.1— 28.31

Outros dados:
Adoece na Galácia Gl 4.13-14*
Ao que parece, não tinha esposa 1Co 7.7*
Sofre pelo evangelho 2Co 11.23-33
Manda saudações a seus amigos; às vezes, com ternura Rm 16.1-24;  Fp 4.10-22; Cl 4.7-17;2Tm 4.19-21

Considera-se o menor dos apóstolos e até de todos os santos 1 Co 15.8-9; Ef 3.8-9

RESSURREIÇÕES NO NT



Feitas por Jesus
Filha de Jairo Mt 9.18-26 
Filho da viúva de Naim  Lc 7.11-17 
Lázaro   Jo 11.1-44


Feitas pelos apóstolos
Pedro ressuscita Dorcas   At 9.36-42
Paulo ressuscita Êutico    At 20.7-12

Outras  (ao morrer Jesus na cruz) Mt 27.52-53

Ressurreição no final dos tempos Lc 14.14; Jo 5.29;  11.24; At 26.23;  1Co 15.12,21,42; Ap 20.6






A igreja é a luz do mundo




a) A luz é símbolo da verdade
b) A luz é símbolo da pureza
c) A luz é símbolo da vida
d) A luz dá direção – estrada
e) A luz aquece – no frio
f) A luz gera vida – fotossíntese

CAUSAS DA ENFERMIDADES


PECADO (  JO  5:14)
POSSESSÃO DIABÓLICA (  LC 13:11 E 16 )
PERMISÃO DE DEUS  (  JÓ 1:10-12 )
CAUSAS NATURAIS  ( AT 3:2 )
GLÓRIA DE DEUS  ( EX 7:3-5 ) ( JO 9:2 )

ELE SARA TODAS AS SUAS ENFERMIDADES (  SL 103:3