"Examinai tudo. Retende o bem." (I Tessalonicenses 5 : 21).

OBRAS EM DESTAQUE

NOÉ




Era um homem muito justo. Só ele vivia de acordo com a vontade de Deus  Gn 6.9;  7.1 
Tinha três filhos Gn 6.10 
Construiu uma arca por ordem divina Gn 6.11-22 
Reuniu os animais na arca e entrou nela com sua família Gn 7.2-9 
0 dilúvio  Gn 7.10-8.17 
Noé e sua família saem da arca e oferecem holocausto a Deus  Gn 8.18-20 
Deus abençoa a Noé e aos seus filhos  Gn 9.1-7 
Deus faz uma aliança com Noé e com seus filhos  Gn 9.8-17 
Vida de Noé depois do dilúvio   Gn 9.20-28
Outras referências   Gn 10.1;  Mt 24.37-38;  Hb  11.7;1 Pe 3.20; 2Pe 2.5










AS DEZ PRAGAS



1. Sangue Êx 7.14-25
2. Rãs Êx 8.1-15
3. Piolhos Êx 8.16-19
4. Moscas Êx 8.20-32
5. Peste nos animais Êx 9.1-7
6. Úlceras Êx 9.8-12
7. Chuva de pedras Êx 9.13-35
8. Gafanhotos Êx 10.1-20
9. Trevas Êx 10.21-29
10.  Morte dos primogênitos Êx 11.1-10;  12.29-36

ORAÇÕES DA BÍBLIA



Abraão por Ismael Gn  17.18-21
Abraão por Sodoma Gn  18.20-32
Abraão por Abimeleque Gn 20.17
Ana por um filho 1Sm  1.10-17
Asa pela vitória 2Cr 14.11
Centurião por seu escravo Mt 8.5-13
Coríntíos por Paulo 2Co  1.9-11
Cornélio por entendimento At 10.1-33
Criminoso por salvação Lc 23.42-43
Cristãos por Pedro At 12.5-12
Daniel pelos judeus Dn 9.3-19
Daniel por conhecimento Dn 2.17-23
Davi por bênção 2Sm 7.18-29
Davi por ajuda 1Sm 23.10-13
Davi por direção 2Sm 2.1
Davi por justiça SI 9.13-20
Davi bendizer a Deus 1 Cr 29.10-20
Discípulos por fortaleza At 4.24-31
Exército pela vitória 2Cr 13.14
Elias por seca e por chuva Tg 5.17-18
Elias por ressurreição 1 Rs  17.20-23
Elias pela vitória 1 Rs  18.36-37
Eliseu por cegueira e por visão 2Rs 6.17-23
Esdras confissão de pecados Ed 9.5-15
Ezequias por libertação 2Rs  19.15-19
Ezequias por cura 2Rs 20.1-11
Ezequias louvor a Deus Is 38.10-20
Ezequiel por pureza Ez 4.12-15
Gideão por uma prova Jz 6.36-40
Habacuque por libertação Hc 3.1-19
Habacuque por justiça Hc  1.1-4
Igreja de louvor Ap 5.9-14
Isaque por filhos Gn 25.21
Israelitas por libertação Êx 2.23-25; 3.7-10
Jabez por prosperidade 1 Cr 4.10
Jacó por proteção Gn 32.9-12
Jeremias por Judá Jr 42.1-6
Jeremias por misericórdia Jr 14.7-10
Jeremias por entendimento Jr 32.16-25
Jesus Pai Nosso Mt 6.9-13
Jesus de louvor Mt 11.25-26
Jesus em gratidão; para que os outros creiam Jo  11.41-42
Jesus pela igreja Jo 17.1-26
Jesus por libertação Mt 26.39-44; 27.46
Jesus pelo perdão dos que o crucificavam Lc 23.34
Jesus em submissão Lc 23.46
Jesus de louvor Lc 10.21-22
Jeoacaz pela vitória 2Rs  13.1-5
Jó confissão e arrependimento Jó 42.1-6
Jonas por libertação Jn 2.1-10
Josafá por proteção 2Cr 20.5-12,27
Josué por ajuda e misericórdia Js 7.6-9
Judeus por segurança Ed 8.21,23
Leproso por cura Mt 8.2-3
Levitas louvor e confissão Ne 9.5-37
Manassés por libertação 2Cr 33.12-13
Manoá por direção Jz  13.8
Moisés pelo Faraó Êx 8.9-13
Moisés por água Êx 15.24-25
Moisés por Israel Nm  14.13-20
Moisés pelas tribos de Israel Dt 33.2-29
Moisés por Miriã Nm  12.11-14
Moisés pela Terra Prometida Dt 3.23-25
Moisés por um sucessor Nm 27.15-17
Neemias pelos judeus Ne 1.4-11
Paulo por saúde (pai de Públio) At 28.8
Paulo pelos efésios Ef 3.14-21
Paulo por graça 2Co  12.8-9
Paulo ação de graças Cl  1.9-14
Pedro pela ressurreição de Dorcas At 9.40
Publicano por misericórdia Lc  18.13
Povo de Judá por uma aliança 2Cr 15.12-15
Rebeca por entendimento Gn 25.22-23
Sacerdotes por bênção 2Cr 30.27
Salomão por sabedoria 1 Rs 3.6-14
Salomão pelo Templo 1 Rs 8.22-53
Samuel por Israel ISm 7.5-12
Sansão por água Jz 15.18-19
Sansão por força Jz 16.28-30
Servo de Abraão por direção Gn 24.12-52
Simeão _______________ação de graças_________________ Lc 2.28-32

ASPECTOS RELEVANTES NA VIDA DO APÓSTOLO PAULO




Nasce em Tarso. Filho de pais judeus da tribo de Benjamim. At 22.3; Fp 3.5
É criado em Jerusalém e estuda sob a direção de Gamaliel 
É cidadão romano At 16.37; 22.25-28
É fariseu, cumpridor da Lei A t 23.6; 26.5; Fp 3.5
Aprendeu o ofício de fazer tendas At 18.3*; 20.34;  ICo 4.12;  1Ts2,9
Persegue a igreja; aprova a morte de Estevão, cujas roupas guarda At 7.58; 8.1; 9.1-2; Gl  1.13-14;  1Tm  1.13
Encontra-se com Jesus ressuscitado At 9.1-19; Gl  1.15-16
Vai à Arábia, Damasco e Jerusalém; a Síria e a Cilicia Gl 1.17-21
Estabelece-se em Antioquia, onde prega e ensina At 11.25-26
Viaja a Jerusalém e regressa a Antioquia At 11.30;  12.25
Inicia sua atividade missionária At 13.1-3
Primeira viagem missionária A t 13.1— 14.28
Reunião em Jerusalém At 15.1-35
Segunda viagem missionária At 15.36— 18.22
Terceira viagem missionária At 18.23— 20.38
Feito prisioneiro em Jerusalém At 21.26-36
Dá seu testemunho perante o povo At 21.40— 22.21
Cai nas mãos do comandante At 22.22-29
Comparece perante o Sinédrio At 22.30— 23.10
Um sobrinho lhe salva a vida At 23.12-22
Enviado ao governador Félix, perante quem faz sua defesa, em Cesaréia At 23.23— 24.27
Defende-se perante Festo, o novo governador.  Pede que o imperador o julgue At 24.27— 25.12
Defende-se perante o rei Agripa At 26.1-32
Viaja para Roma e é preso ali A t 27.1— 28.31

Outros dados:
Adoece na Galácia Gl 4.13-14*
Ao que parece, não tinha esposa 1Co 7.7*
Sofre pelo evangelho 2Co 11.23-33
Manda saudações a seus amigos; às vezes, com ternura Rm 16.1-24;  Fp 4.10-22; Cl 4.7-17;2Tm 4.19-21

Considera-se o menor dos apóstolos e até de todos os santos 1 Co 15.8-9; Ef 3.8-9

RESSURREIÇÕES NO NT



Feitas por Jesus
Filha de Jairo Mt 9.18-26 
Filho da viúva de Naim  Lc 7.11-17 
Lázaro   Jo 11.1-44


Feitas pelos apóstolos
Pedro ressuscita Dorcas   At 9.36-42
Paulo ressuscita Êutico    At 20.7-12

Outras  (ao morrer Jesus na cruz) Mt 27.52-53

Ressurreição no final dos tempos Lc 14.14; Jo 5.29;  11.24; At 26.23;  1Co 15.12,21,42; Ap 20.6






A igreja é a luz do mundo




a) A luz é símbolo da verdade
b) A luz é símbolo da pureza
c) A luz é símbolo da vida
d) A luz dá direção – estrada
e) A luz aquece – no frio
f) A luz gera vida – fotossíntese

CAUSAS DA ENFERMIDADES


PECADO (  JO  5:14)
POSSESSÃO DIABÓLICA (  LC 13:11 E 16 )
PERMISÃO DE DEUS  (  JÓ 1:10-12 )
CAUSAS NATURAIS  ( AT 3:2 )
GLÓRIA DE DEUS  ( EX 7:3-5 ) ( JO 9:2 )

ELE SARA TODAS AS SUAS ENFERMIDADES (  SL 103:3

Qual é o relacionamento do Pai com os anjos?


A.  Eles adoram e servem a Ele (Dn 7.9,10; Ap4.2,3,10,11).
B.  Ele ordenou que eles adorassem ao Seu fi­lho em Belém (Hb  1.6).
C.  Ele controla as  suas  atividades  (SI  68.17; Mt 26.53).
D.  Ele os envia para auxiliar os crentes  (Hb1.14).

Os resultados DO ministério do Espírito



1.  Ele  habitaria  permanentemente  neles (Jo 14.16).
2.  Ele os  selaria  (2  Co  1.21,22;  Ef 1.13;4.30).
3.  Ele lhes daria poder (1 Jo 4.4).
4.  Ele lhes ensinaria (Jo 14.26).
5.  Ele  faria  Cristo  tornar-se  real  dentro deles (Jo 15.26).
6.  Ele  proporcionaria  aos  crentes  uma maior  intimidade  com  o  Pai  (Rm 8.15,16; G14.6).
7.  Ele os ajudaria em sua vida de oração e oraria por eles (Rm 8.26,27).
8.  Ele  lhes  daria  dons  espirituais  (1  Co12.4-11).
9.  Ele  os  levaria  à  presença  do  Pai  (Ef 2.18).

Que honras o Pai concedeu ao Filho?




A.  Ele enviou o Seu Filho (Jo 3.16; 6.38; 8.16; 12.49; G14.4; l j o 4.14).
B.  Ele  ordenou  que  os  anjos  adorassem  ao Seu Filho (Lc 2.8-15; Hb 1.6).
C.  Ele selou o Seu Filho (Jo 6.27).
D.  Ele deu testemunho do Seu Filho (Jo 8.18).
E.  Ele amou (e ama) o Seu Filho (Jo 10.17).
F.  Ele ungiu o Seu Filho (Lc 4.16-21).
G.  Ele  deleitou-se no Seu Filho  (Is 42.1; Mt3.17)
H.  Ele ensinou o Seu Filho (Jo 8.28).
I.  Ele  glorificou  o  Seu  Filho  (Jo  12.27,28;17.1,5).
J.  Ele ouviu o Seu Filho (Jo 11.41,42).
K.  Ele  ofereceu  o  Seu  Filho  (Rm  8.32;  1  Jo 4.9,10).
L.  Ele  ressuscitou  o  Seu  Filho  (G1  1.1;  Ef 1.20).
M.  Ele  exaltou o  Seu Filho  (Ef  1.21;  Fp 2.9- 11).
N.  Ele fez do Seu Filho a cabeça da Igreja (Ef1.22 ).
O.  Ele delegou o julgamento futuro ao Seu Fi­lho (Jo 3.35; 5.22,27; At 17.31).


Quais são os resultados da Ressurreição de Jesus?


Cinco Resultados e  Conquistas principais em Relação aos Salvos

1.  Bênçãos imediatas
a.  Uma garantia da nossa justificação (Rm 4.25).
b.  Uma garantia de poder e força para 
o presente (Ef 1.19,23).
c.  Uma garantia de trabalho frutífero (1  Co 15.58).
d.  Uma garantia da nossa própria res­surreição (2 Co 4.14).

Bênçãos futuras.
a.  A troca do corruptível pelo incor­ruptível (1  Co 15.42).
b.  A troca  da  desonra  pela  glória  (1 Co 15.43).
c.  A troca  da fraqueza pelo poder (1 Co 15.43).
d.  A troca do corpo físico pelo corpo espiritual (1  Co 15.44


Propósitos e Razões envolvidos na Dis­ciplina da Igreja.



(1)  Trazer glória a Deus e aumen­tar o testemunho do rebanho.

(2)  Restaurar, curar e levantar cris­tãos  que  pecaram  (Mt  18.15; 
Jo 5.20; Gl 6.1,2; 2Ts 3.14,15; Hb 12.10-13).

(3)  Produzir uma fé sadia, baseada na sã doutrina (1 Tm  1.19,20; 
Tt 1.13).

(4)  Ganhar uma alma para Cristo, caso o pecador seja um cristão 
somente nominal  (2 Tm 2.24- 26).

(5)  Calar os falsos mestres  e  a in­fluência  deles  na  igreja  (Tt
1. 10, 11).

(6)  Estabelecer um exemplo para o restante do corpo e promover 
um temor piedoso (1 Tm 5.20).

(7)  Proteger  o  rebanho  contra  as conseqüências  destrutivas  que 
ocorrem quando a Igreja falha em aplicar a disciplina

Rico ou Pobre




Em Israel, brotavam certos tipos de grama no chão de manhã e, à tarde, eles já estavam secos sob o intenso calor do sol de verão. 
Tiago compara a instabilidade das riquezas com esse tipo de grama; ela está aqui hoje e, amanhã, já se foi. 
O seguinte quadro delineia o que as Escrituras dizem sobre a riqueza.

O dinheiro traz liberdade. •  O desejo de ter dinheiro pode escravizar e levar à destruição; 
somen­te Cristo traz a verdadeira liberdade (1 Tm 6.7-10).

•  O dinheiro traz segurança. •  A riqueza do mundo é muito instável; ela logo passará (Tg 1.10). A 
verdadeira segurança é encontrada no conhecimento e na confiança em Deus (Jr 9.23,24; 1 Tm 6.17-19).

•  O dinheiro é tudo o que importa. •  Cristo e o Reino de Deus são tudo o que importa 
(Mt 6.33; Fp 3.7-10).

•  Dinheiro é poder. •  0 poder vem quando a pessoa é cheia do Espírito (At 1.8; 3.1-10).

•  0 dinheiro determina não somente seu patrimô­nio líquido, mas seu valor como pessoa.

•  Seu valor está baseado naquilo que Deus diz, não no que diz seu 
extrato bancário (Jo 3,16; Ef 1,3-14).

•  O dinheiro faz de você uma pessoa de sucesso. •  0 sucesso é fruto de conhecer e fazer o que Deus diz (Js 1.8).

•  O dinheiro dá-lhe opções. •  Deus é quem, por fim, dá-lhe opções (Ef 3.20).

•  O dinheiro traz felicidade. •  A felicidade que o dinheiro traz é passageira. E, com o tempo, o di­
nheiro pode, na verdade, produzir “muitas dores”  (1  Tm 6.10). 
A alegria duradoura é fruto do conhecimento de Deus (Tg 5.1-6; Jo 15.11; 16.24).

• O dinheiro é sua recompensa.  Economize-o e gaste-o com você.

•  Dê o quanto puder (Mt 6.19-24; At 20.35; 2 Co 9.6-11; 1 Tm 6.18).

•  O dinheiro é seu bem. Gaste-o naquilo que você quiser.

•  Tudo o que você tem é de Deus para você usar como agrada a Ele. 
Você é simplesmente um administrador dos bens de Deus (SI 24.1; Lc 19.11-27; 2 Co 5.10).


A PESSOA DA CRUZ-JESUS



(a)  Ele  é  o  F ilho  e  o  Servo  de Deus  (A t 3 .1 3 ).
(b)  Ele é Jesus (A t 3 .1 3 ) .
(c)  Ele é o Santo (A t 3 .1 4 ).
(d)  Ele é o Justo (A t 3 .1 4 ).
(e)  Ele é o Príncipe da vida (At3 .2 2 )  .
(f)  Ele é o Cristo (A t 3 .1 8 ) .
(g)  Ele é o profeta de Deus  (A t3 .2 2 )  

Quem estará no inferno?




A.  Satanás (Rm 16.20; Ap 20.10).
B.  O anticristo (2 Ts 2.8).
C.  O falso profeta (Ap 19.20).
D.  Os anjos caídos (2 Pe 2.4).
De acordo com Paulo, o crente terá par­te na  
declaração das  sentenças dos anjos caídos (1 Co 6.3)

Judas Iscariotes.
O traidor de Jesus Cristo é citado aqui, em particular, porque há pessoas (notavel­mente,  o  falecido  e  amado  Kenneth  S. 
Wuest da  Moody Bible Institute faculty)que acreditam que Judas receberá um lu­gar especial no Geena, baseando-se nas pa­
lavras de Pedro na sala superior pouco an­tes do Pentecostes (At 1.25).

Todos os não salvos.
Em Apocalipse 21.8, João classifica to­dos os pecadores em oito categorias gerais.

1.  Tímidos.
Em  primeira  análise, pode  parecer estranho encontrar os tímidos no topo dessa lista dos rejeitados de Geena,mas muitos irão, obviamente, para o inferno pelo custoso temor de clamar o nome do Salvador (Pv 29.25; Jo 9.22; 12.42,43).

 Incrédulos.
Literalmente, esses são os que não creem. Ninguém vai para o inferno por ser incapaz de crer, mas porque ele não 
quer crer. Não existem agnósticos ho­nestos (Jo 3.36).


Abomináveis
Literalmente, essa é uma referência 
aos que se contaminaram com abominações (Pv 6.16-19).

Homicidas.
Isso faz referência não só a um as­sassino humano, mas também a quem odeia humanos (1 Jo 3.15).

 Fornicadores.
Isso faz referência aos que cometem pecados sexuais (Ef 5.5; Hb 13.4).Por algum motivo que não foi total­mente  revelado  nas  escrituras,  Deus odeia o pecado de imoralidade sexual 
de forma especial, considerando-o, tal­vez, com exceção do orgulho e da pre­potência, a transgressão mais ofensiva 
de todas.Esse  pecado  decretava  a  pena  de morte aos que fossem acusados de co-metê-lo  no  Antigo  Testamento  (Lv 20.10; Dt 22.22-24).  E foi por causa desse pecado que Deus varreu a antiga 
cidade  de  Sodoma  (Gn  13.13; 18.20,21;  19.24). A perversão  sexual causou, provavelmente, a destruição — 
liderada por Josué, sob o comando de Deus — da sociedade canaanita (com­pare Dt 20.17,18 com 1 Rs 14.24).
Por fim, no Novo Testamento, Pau­lo associa esse pecado à completa de­gradação da raça humana. Na verdade, 
esse é o  único pecado registrado  que faz com que Deus “abandone” as na­ções e as culturas que a praticam (Rm 1.24-28 NVI).

Feiticeiros.
A palavra grega é pbarmakos,que se refere a um encantador com drogas. Em um sentido geral, a  palavra  tam­bém se  refere aos que têm parte com Satanás  por  meio  de  adivinhadores, 
médiuns e astrologia (Ap 9.21; 18.23).

Idólatras.
Os que adoram algo ou alguém no lugar do verdadeiro Deus são descritos como idólatras (Rm 1.22,23).

Mentirosos (Jo 8.44; 1 Jo 2.22; Ap 2).
E assustador perceber que todas as passagens acima são sobre mentirosos religiosos!

Vale realmente a pena servir a Deus?




Abraão já havia sido abençoado por Deus de muitas formas.
Salvação eterna (Gn  15.6)
Orientação (Gn 12.1)
Coragem (Gn 14.15)
Bênçãos espirituais (Gn 14.19)
Necessidades terrenas (Gn 13.2)
Segurança social (Gn  15.15)
Perdão (Gn20.17)
Teve um filho quando já estava em idade avança da (Gn 21.3)
Proteção contínua (Gn 15.1)
A promessa de uma cidade celestial (Hb 11.10)

O caminho do compromisso




Primeiro, Ló olhou para Sodoma com anseios (Gn 13.10).
Em seguida, ele escolheu a terra perto daquela cidade (Gn 13.11).
Depois disso, ele ergueu sua tenda na direção de Sodoma (Gn 13.12).
Então, ele mudou-se para dentro da cidade (Gn 14.12).
Ao final, ele entregou suas duas filhas e suas energias à Sodoma (Gn 19).


Com certeza, as palavras do Novo Testamento aplicam-se aqui:
Vede quão grande bosque um pequenofogo incendeia (Tg 3.5).
O pecado é como a lepra ou o câncer.
Começa discretamente, mas pode terminar destruindo todos os órgãos vitais do corpo.

No Novo Testamento,
O grande pecado de Simão Pedro foi amaldiçoar o Senhor Jesus.
Esse pecado também começou discretamente e terminou quando ele
aqueceu suas mãos no acampamento do inimigo (Lc 22.54-56)

Pedro começou  ostentando sua  lealdade  (Mc 14.29).
Depois disso, ele dormiu quando deveria ter ora- do (Mc 14.37).
Em seguida, ele seguiu Cristo, mas caminhando de longe (Mt 26.58).
Então, ele foi encontrado, associando-se com os inimigos de Cristo (Mt 26.69).
E,  finalmente, acabou por amaldiçoar  O Salvador (Mt 26.70-74)

O Anjo do Senhor




Alguns teólogos acreditam que esse título encontrado no
Antigo Testamento é efetivamente outro nome do Senhor Jesus Cristo.
De todo modo׳ esse Anjo especial desempenha um papel importante
na história dos israelitas.

O Anjo do Senhor lutou contra Jacó (Gn 32.24-30).
O Anjo do Senhor redimiu Jacó (Gn 48.16).
O Anjo do Senhor falou com Moisés na sarça ardente (Êx 3.2).
O Anjo do Senhor protegeu os israelitas no mar Vermelho (Êx 14.19).
O Anjo do Senhor preparou os israelitas para aTer- ra Prometida
(Êx 23.20-23; SI 34.7; Is 63.9;  1  Co 10.1-4).
O Anjo do Senhor tranquilizou Josué (Js 5.13-15).
O Anjo do Senhor comissionou Gideâo (Jz 6.11)
O Anjo do Senhor ministrou para Elias (1  Rs 19.7).
O Anjo do Senhor salvou Jerusalém (Is 37.36).
O Anjo do Senhor preservou três jovens hebreus
(Dn 3.25).